Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Campanha #PodPelaVida é destaque e concorre a prêmio internacional do BID

Publicação:

Campanha #PodPelaVida, lançada pelo Programa de Oportunidades e Direitos (POD)
Campanha #PodPelaVida, lançada pelo Programa de Oportunidades e Direitos (POD) - Foto: Maurício Tonetto

A campanha #PodPelaVida, lançada pelo Programa de Oportunidades e Direitos (POD) e pela Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) em meados de março, foi nominada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para concorrer a uma premiação que envolve os projetos financiados pela instituição na América Latina: é prêmio "Os Super-heróis para o Desenvolvimento, que neste ano tem como foco reconhecer as agências executoras e clientes que enfrentaram o impacto da COVID-19 na execução de seus projetos. 

COMO FUNCIONA A CAMPANHA

Com a chegada da pandemia, os Centros de Juventude (CJs) tiveram de interromper suas grades curriculares, cursos e encontros presenciais com os cerca de 3 mil jovens atendidos nas seis estruturas existentes: quatro em Porto Alegre, uma em Viamão e uma em Alvorada. Os CJs atendem jovens de 15 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social com atividades de prevenção à violência, formação profissional, cultura, esporte e lazer.

Mas, como toda crise sempre traz oportunidades - e novos desafios - o núcleo de comunicação do POD, junto com o Escritório de Projetos do programa (EP) e o Departamento de Juventude (DPJ) da SJCDH, criaram a campanha #PodPelaVida, com o objetivo de  mobilizar esses jovens que passaram a ter um papel ativo e ressignificaram o papel dos CJs neste período de pandemia, tornando esses locais referências na luta contra o vírus nas comunidades.

A campanha vem engajando os jovens com ações efetivas, como a arrecadação e entrega de cestas básicas; produção de sabão, sabonete e detergente líquido; produção de máscaras para doação nas comunidades e para o 20º Batalhão da Polícia Militar; preparo e distribuição de refeições; produção de máscaras em impressoras 3D (face shield); produção e doação de álcool gel; instalação de bancas para troca de 1kg de alimento por uma máscara produzida pelos jovens; além da produção de videos informativos, combate à desinformação e às Fake News e divulgação de apoio de artistas à campanha.

Segundo o secretário Mauro Hauschild, o resultado tem sido bastante importante e  simbólico: "Os mesmos jovens carentes que necessitam do apoio do Estado, agora dão exemplo de ação social em uma corrente de solidariedade que está ajudando a minimizar os impactos da pandemia nas suas comunidades."

Para o coordenador do DPJ, Álvaro Lottermann, apesar da criação de diversas agendas online para dar continuidade aos atendimentos educativos nos CJs, percebeu-se a oportunidade de aproveitar os reconhecidos laços de união entre os jovens e a utilização das estruturas dos centros para devolver à comunidade a assistência prestada pelo Programa. O que se mostrou, segundo ele, um grande acerto que tem motivado muito a participação dos jovens que se sentem úteis nas suas comunidades diante da gravidade gerada pela pandemia.

PREMIAÇÃO

No dia 14 de agosto serão conhecidos os finalistas. Os vencedores, além da premiação, terão a oportunidade de participar de uma conversa virtual, aberta ao público, com o Presidente do BID, onde compartilharão suas histórias.

Segundo o secretário Hauschild, nos próximos dias haverá o lançamento da segunda fase da campanha, com foco ainda mais acentuado na solidariedade, na intersetorialidade com as ações da SJCDH e ênfase na informação sobre a prevenção ao vírus devido à tendência de crescimento da doença nas periferias. "Já podemos considerar a campanha vencedora e os jovens participantes dos CJs como verdadeiros heróis,", complementou.

POD